> Auto-realização
......................................................................
> Envelhecer
......................................................................
> Stress
......................................................................
> Preocupação com os filhos
......................................................................
> Sentimentos
......................................................................
> Comunicação nos relacionamentos
......................................................................
> Síndrome do Pânico
......................................................................
> Frustração
......................................................................
> Depressão
......................................................................
> Tempo
......................................................................
> Dependência
......................................................................
> Hipnose
......................................................................


TEMPO

Falar de tempo é descrever toda a insegurança ontológica do homem. Um ser em busca da satisfação de suas necessidades, preocupado em ocupar o seu espaço. Mas é impossível parar o tempo até que se possa rever, avaliar e tomar novas decisões a fim de tentar recuperar períodos de passividade.

Algumas pessoas vivem no passado pensando no que poderiam ou deveriam ter feito. O passado jamais segue o ser, o precede; e quando se coloca no presente é porque situações não resolvidas estão impedindo um processo natural de evolução, onde deveriam aprender através do vivido e não tentar apreender na ilusão de poder voltar.

Outras pessoas olham para o futuro e ficam resolvendo e fazendo planos sobre como gostariam que as coisas viessem a ser. O futuro jamais é dado. É sonhado, temido, mas nunca conquistado; pois o seu limite sempre recua. Assim, é fácil perceber o motivo que o faz presente, são promessas que nunca serão cumpridas, não há um envolvimento efetivo com a finalidade de alcançar um objetivo.

Indivíduos que se escondem na certeza do passado ou no ideal do futuro. Ambos fugindo da conscientização do que é a sua realidade, como está a sua vida.

Presente é tempo de ação e é por isso que as pessoas o evitam adiando, justificando... Medo de um enfrentamento. É como olhar no espelho e ver que o "tempo não pára" e que muito pouco está sendo feito.

Marise Péret de Almeida

   
:::: Psicologia Agora ::: Av. Raja Gabáglia, 1011, sala 310 ::: Telefone: (31) 3292-0412 ::::
by HDWD