> Auto-realização
......................................................................
> Envelhecer
......................................................................
> Stress
......................................................................
> Preocupação com os filhos
......................................................................
> Sentimentos
......................................................................
> Comunicação nos relacionamentos
......................................................................
> Síndrome do Pânico
......................................................................
> Frustração
......................................................................
> Depressão
......................................................................
> Tempo
......................................................................
> Dependência
......................................................................
> Hipnose
......................................................................


HIPNOSE

Os mitos que envolvem a hipnose estão em torno da expressão ‘’poder’’. O que assusta e dificulta a trabalho dos hipnoterapeutas, reforçando a idéia de controle, é a hipnose de palco que deixa impressões negativas ao público. Na televisão, em shows de hipnotismo, sugestionam as pessoas a comerem cebola como se fosse maçã.

Mas a hipnoterapia, que é uma ferramenta rica no atendimento psicoterápico, acontece na relação de confiança e não de domínio e manipulação. Aqui o objetivo é terapêutico e não circense; ética e respeito ao ser humano. Também é importante desmistificar a idéia de que a pessoa fará tudo que o hipnoterapeuta mandar. O inconsciente protege e uma pessoa em transe só atenderá a um pedido se houver aceitação, interação e se desejar experimentar algo, nada que seja contra sua moral ou costumes.

No transe o paciente não está em estado de alerta e nem dormindo, é um estado entre vigília e sono, e onde a atenção está focada. Alterações no eletroencefalograma e manifestações visíveis podem ser notadas no estado hipnótico. Para tranqüilizar o paciente quanto ao medo de permanecer em transe caso o profissional tenha algum problema, desmaie ou tenha um infarto por exemplo, é importante explicar que a partir do momento que o paciente perceber que já não escuta a voz do profissional aos poucos despertará.

Muitas pessoas buscam a regressão e normalmente confundem hipnose com regressão. Regressão é um dos fenômenos que podem ou não ocorrer quando a pessoa está em transe; a hipermnésia onde fatos, sensações e imagens são evocados. Na hipnose não há necessidade de regredir. O trabalho terapêutico se desenvolve independente de regressão, que somente acontecerá em alguns casos.

Um hipnoterapeuta tem como base o conhecimento psicológico, condição indispensável a hipnoterapia.

Marise Péret de Almeida

:::: Psicologia Agora ::: Av. Raja Gabáglia, 1011, sala 310 ::: Telefone: (31) 3292-0412 ::::
by HDWD