> Auto-realização
......................................................................
> Envelhecer
......................................................................
> Stress
......................................................................
> Preocupação com os filhos
......................................................................
> Sentimentos
......................................................................
> Comunicação nos relacionamentos
......................................................................
> Síndrome do Pânico
......................................................................
> Frustração
......................................................................
> Depressão
......................................................................
> Tempo
......................................................................
> Dependência
......................................................................
> Hipnose
......................................................................


COMUNICAÇÃO NOS RELACIONAMENTOS

Em períodos de crise no relacionamento de casais, é necessário recuperar e em alguns casos aprender a se comunicar. O treino de comunicação básica ensina os casais a conversar. Parece simples e óbvio, mas nem todas as pessoas sabem FALAR e ESCUTAR.

Escutar apenas no sentido comportamental é estar presente fisicamente, mas ausente no contato. É necessário compreender, apreender, aquilo que o outro está dizendo; ouvir.

Esteja atento e não interrompa, a menos que necessite fazer perguntas para esclarecer ruídos na comunicação. Mantenha a atenção voltada para esta direção. Mostre ao parceiro que entendeu.

Fale claramente para ser entendido. Ao falar mantenha, também, o contato visual percebendo se está sendo ouvido. Procure ser preciso e evite longos discursos desnecessários, que correriam o risco de dispersar a atenção de quem ouve e desviar do tema em foco. Se necessário faça perguntas para saber se foi compreendido.

Ao final, ambos devem concluir juntos o que foi conversado. Esclarecer dúvidas, acrescentar comentários, salientar pontos importantes e finalizar estabelecendo uma direção para o futuro. Não perca tempo esperando que o outro descubra o que está causando atritos, FALE, e nem se feche para o diálogo, ESCUTE.

Marise Péret de Almeida

:::: Psicologia Agora ::: Av. Raja Gabáglia, 1011, sala 310 ::: Telefone: (31) 3292-0412 ::::
by HDWD